Sesporte e órgãos oficiais debatem setorização das Torcidas Organizadas

9 de Maio de 2018 # # # #

Rebeca Lobo - Ascom / Sesporte

A medida tem como intuito garantir que os amantes do futebol tenham um espaço adequado para fazer a festa

A Secretaria do Esporte do Ceará (Sesporte), através do titular da pasta Euler Barbosa, reuniu-se nesta terça-feira (8), com representantes do Ministério Público, Luarenas, clubes e órgãos de segurança do Estado.

A reunião teve o propósito de dialogar e debater sobre a setorização das Torcidas Organizadas na maior praça esportiva do Estado, a Arena Castelão, em dias de jogos. Durante a ocasião foram apresentadas as propostas para melhorar o ambiente do futebol cearense.

“Tivemos um primeiro momento com as Torcidas Organizadas do Estado, e como consequência desse encontro, agora nos reunimos com os órgãos oficiais. No primeiro momento, destacamos a parte inferior das arquibancadas, ou seja, as torcidas irão ficar localizadas atrás do gol. Acredito que daqui a uns 30 dias inaugurarmos esse espaço. No segundo momento, algumas obras de infraestrutura para adequar o local, iremos retirar as cadeiras, deixando a área totalmente livre, obedecendo aos padrões internacionais que já acontecem em arenas no mundo todo”, comenta Barbosa.

A medida tem como intuito mapear – e sinalizar – alas dos estádios e suas respectivas estruturas e serviços, bem como garantir que as organizadas tenham um espaço adequado para fazer a festa no futebol.

O secretário de Segurança Pública, André Costa, explanou sobre o planejamento da setorização das torcidas. “Uma equipe de oficiais está acompanhando alguns jogos em estádios pelo país e nessas partidas dialogando com o policiamento especializado local para ouvir a opinião, analisando as vantagens e desvantagens, que eles presenciam no dia a dia entre a setorização em um ou outro anel. Esse fim de semana iremos fechar um relatório de conclusão para que assim possamos efetivamente avançar e sedimentar o entendimento, e por em prática essa setorização”, ressalta.

Estiveram no encontro ainda o coordenador Especial de Políticas Públicas de Juventude, David Barros; o comandante da PMCE, coronel Fernando Albano; o tenente-coronel, Plauto de Lima; coordenador do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor) do Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), André Barreira; representante da Federação Cearense de Futebol (FCF), Kérlya Chaves e o ouvidor da Sesporte, Sérgio Redes.